No início do século XX, a mentalidade proveniente da liberalização da economia atingiu o Brasil obrigando as cidades a buscarem meios para se adequar a essa nova exigência. São José dos Campos, cidade provinciana baseada na economia rural, também sentiu a necessidade de se modernizar. A dificuldade em buscar formas para se industrializar impôs ao município uma solução original, uma economia gerada pelo lucro advindo da tuberculose. Sua propagada fama de “bons ares” atraiu grande quantidade de doentes acometidos do peito que contribuíram para a dinamização econômica da cidade e para o processo de crescimento urbano. A agropecuária deixa de ser a atividade mais importante e a doença passa a ser o motor da economia local.

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS RUINS AOS BONS ARES (1890-1940)

Tags:, ,

Autor: Antonio Carlos Oliveira da Silva
Orientadora: Profª Drª Estefânia Knotz C. Fraga
Ano: 2009

DIVERSÃO E SOBREVIVÊNCIA

 

Tags:, , ,

Este trabalho tem como objetivo contextualizar a religião umbanda em São José dos Campos – SP. Com isso, ao analisar toda sua trajetória desde sua fundação na cidade do Rio de Janeiro recebendo influencias de cultos afro-brasileiros existentes nos centros urbanos, que marcaram o caminhar da umbanda, sendo assim, como objeto de estudo direto optou-se por dois casos na cidade de São José dos Campos – SP, os quais evidenciam as diferentes formas em que a umbanda é apropriada. Busca-se compreender a umbanda não apenas como uma religião, mas como um fato social diretamente associado às relações concretas e o contexto social dos indivíduos que a compõe.

DIVERSIDADE SOCIOCULTURAL E MITOS FUNDADORES NOS TERREIROS DE UMBANDA EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS – SP

Tags:, , ,

« Página anterior