O artigo apresenta a proposta de reconstituição do conjunto da antiga fábrica Tecelagem Parahyba, localizado na região Norte da cidade de São José dos Campos. Trata-se de uma importante indústria têxtil do início do século XX, considerada patrimônio histórico e arquitetônico do município que sobreviveu ao tempo, mas que tem seus espaços ainda subutilizados. Propõe-se a criação de um museu interativo no espaço da Casa Olivo Gomes, proprietário da antiga indústria têxtil. Nesse espaço, projetado pelo arquiteto Rino Levi e pelo paisagista Roberto Burle Marx, propõe-se reconstituir o ambiente do complexo (da tecelagem, do espaço de morada do proprietário e da fazenda), simulando as relações sociais estabelecidas no espaço no momento em que a fábrica de tecidos dava o ritmo e a tônica do bairro e projetava a cidade de São José dos Campos no cenário brasileiro. Propõe-se, sobretudo, dar àquele espaço uma funcionalidade que dê lhe sentido e significação.

O PASSADO REVIVIDO; uma proposta para a casa olivo gomes em sao jose dos campos-sp

Tags:, , , ,