Este artigo visa analisar um processo de tutela e fuga de duas crianças no final do século XIX em São José dos Campos, e relacioná-lo com o processo histórico de emancipação dos escravos e a necessidade de mão de obra trabalhadora, principalmente no sudeste escravocrata conservador, compreendendo a história social do trabalho infantil que se fazia através das brechas na legislação da época. Apresentando a fuga como forma de resistência, conflitos e protestos contra o sistema de tutorias muito comuns no final do século XIX. Este trabalho resulta da transcrição e análise de um processo que vigorou entre 1888 e 1891 do 2° Fundo Fórum de São José dos Campos, sob tutela da Fundação Cultural Cassiano Ricardo em parceria com o Núcleo de Pesquisas e Documentação Histórica Pró-Memória São José dos Campos.

TUTELAS, FUGAS E APREENSÕES_cenários do pós-abolição em São José dos Campos (1888-1891)

Tags:, , ,