Francisco Moreno Ariza foi um dirigente sindical de São José dos Campos/SP, preso e
perseguido politico da Ditadura Militar. De rápida ascensão política foi eleito vice-prefeito de São José dos
Campos em 1962. Durante o golpe civil-militar de 64 foi acusado pela classe econômica da cidade de
subversivo e comunista. Com o Ato Institucional Nº 1 Ariza teve seus direitos políticos cassados, impedido
de concorrer a qualquer cargo público. Com o AI-5 foi alvo de intensa perseguição política marcada por
práticas de tortura psicológica. Permaneceu fugitivo das Forças Armadas por mais de três meses.

O ATO INSTITUCIONAL Nº 5 SOB A ÓTICA DE UM SINDICALISTA DE SÃO JOSÉ dos campos-sp

Tags:, , , ,

Francisco Moreno Ariza foi um dirigente sindical de São José dos Campos/SP, preso e
perseguido politico da Ditadura Militar. Sindicalista atuante na década de 50 contribuiu tenazmente para o
fortalecimento do movimento sindical na cidade. Em 1959 assume uma vaga na câmara municipal como
vereador pelo PTB e em 62 vence as eleições municipais assumindo o cargo de vice-prefeito. Em 1964,
abdica do cargo de vice-prefeito e de vereador para assumir uma cadeira na 1ª Junta de Conciliação e
Julgamento de São José dos Campos como juiz classista. No golpe civil-militar de 64 foi acusado pela
classe econômica de São José dos Campos de praticar atividades subversivas e ser adepto do comunismo.
Como resultado, inicia-se uma grande perseguição política sob Francisco Moreno Ariza.

O GOLPE DE 64 ATRAVÉS DA EXPERIÊNCIA DE UM SINDICALISTA; FRANCISCO MORENO ARIZA E SUA ATUAÇÃO NO MOVIMENTO SINDICAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS – SP

Tags:, , , ,