Este trabalho tem como objetivo refletir sobre a complexidade do mundo escravista, tendo como
espaço estudado a Vila de São José do Paraíba, situada no Vale do Paraíba paulista, no ano de 1856.
Busca-se compreender as relações entre senhores e escravos, e até que ponto a condição de escravo –
sendo o escravo juridicamente uma mercadoria – mantinha-se estruturada às bases do sistema escravista e
de que forma essas complexas relações se confundiam a ponto de interferir nos limites estabelecidos pelo
mundo escravocrata. Para isso foi utilizado como fonte um Processo de Justificação do Fundo Fórum de
São José dos Campos – SP, retirado do arquivo Histórico da Fundação Cultural Cassiano Ricardo e fontes
bibliográficas de autores de grande expressividade e relevantes ao tema.

Proprietario legitimo de um cavalo lazão; contradições do mundo escravista na vila de São José do Paraiba (1856)

Tags:, , ,