Esse trabalho estabelece uma metodologia que identifica as áreas de fragilidade ambiental, no tocante a ocorrência de processos de erosão, dentro do perímetro urbano do município de São José dos Campos-SP, de forma a fornecer subsídios concretos ao poder público municipal na aprovação de empreendimentos imobiliários. A metodologia foi elaborada e aplicada tomando-se como base o bairro Urbanova, para o qual haviam sido aprovados cerca de 12 loteamentos residenciais de alto-padrão e que a priori era considerado de interesse ambiental e também a partir de uma base de dados totalmente acessível à comunidade e principalmente ao Poder Público. A metodologia foi viabilizada através do uso das Geotecnologias mostrando-se bastante satisfatória ao constatar-se que 85% da área é considerada de média/alta fragilidade ambiental e que obviamente necessitam, em parte, ser preservadas e conservadas e em outras de medidas conservacionistas complexas para a implantação de qualquer empreendimento, sobretudo loteamentos residenciais que exigem para a sua implantação, grande movimentação e exposição de materiais inconsolidados, facilitando o surgimento ou agravamento de processos de erosão.

Áreas de Fragilidade Ambiental – Uma Abordagem Metodológica para Áreas de Expansão Urbana com Risco Potencial á Erosão. Estudo de Caso – Bairro Urbanova – São José dos Campos – SP