Até a metade da década de 1980, a cidade de São José dos Campos já havia ocupado quase todas as áreas que não sofriam alagamentos, as consideradas terras altas. Sem ter para onde ir, a população marginalizada, inicia na mesma década, a ocupação das áreas alagáveis causando alterações na fisionomia vegetal através do uso desordenado do solo. Neste contexto, o presente trabalho pretende avaliar, através de mapeamento e abordagem crítica do processo de ocupação, a evolução do uso e ocupação do solo na bacia hidrográfica do Rio Paraíba do Sul no município de São José dos Campos, em um trecho da zona norte e identificar as vulnerabilidades socioambientais, através da aplicação de um questionário.  A metodologia que norteou este trabalho está definida de acordo com os objetivos propostos e o mesmo terá início com o levantamento de dados de sensoriamento remoto e cartográficos para comparação entre quatro épocas distintas: 1982, 1997, 2007 e 2010, geração de base cartográfica digital, interpretação das fotografias aéreas, geração do mapa de uso e cobertura vegetal e pesquisa de campo. Os resultados demonstraram que a área sofre um intenso processo de urbanização e extensas áreas de pastagens, que atendem as atividades agropecuárias. Aliado a isto está à falta de políticas de preservação para as áreas de reflorestamento e matas ciliares. Levando em consideração as mudanças na configuração do espaço, constatou-se que os bairros analisados, antes considerados áreas rurais, não estão mais isolados de outras instancias da sociedade, e desta forma, sofre as influências dos processos administrativos e políticos das gestões públicas e econômicas em todos os níveis e a Prefeitura Municipal, através do uso de ferramentas de controle de ocupação, tem conseguido fazer com que os assentamentos sigam uma ordem espacial e as que não se encontram dentro destes parâmetros, estão sendo acompanhadas, visando uma solução para este problema.

Autor: Simei Ribeiro de Souza

Orientador: Dr. Leonardo Freire de Mello

Ano: 2012

Análise do Uso e Ocupação do Solo em um Trecho da Zona Norte do Município São José dos Campos – SP