No dia 02 de março de 2004, há 14 anos, a Câmara assinou convênio com a Fundação Valeparaibana de Ensino, mantenedora da Univap, e Fundação Cultural Cassiano Ricardo, responsável pelo Arquivo Público, para colocar em operação o Pró-Memória, criado por decreto legislativo em 2003.

O texto do decreto prevê convênios com entidades públicas e privadas para coordenação, metodologia e execução das atividades visando o resgate e preservação da história do município e ainda permitir livre acesso às informações coletadas e arquivadas.

Desde então mais de 40 estudantes do curso de História passaram pelo projeto como bolsistas, milhares de fotos e páginas de documentos públicos, forenses e periódicos de diversas épocas foram digitalizados e disponibilizados para consulta online no site do Pró-Memória, hospedado na página da Câmara na internet.

Clique aqui para conhecer o material.

Pró-Memória é tema de TCC 

Dois estagiários do Pró-Memória escolheram o projeto como tema de pesquisa para o trabalho de conclusão de curso de História na Univap. Pedro Bondezan e Henrique de Paiva terminam a graduação no final do semestre e estão reunindo informações para TCC. O título provisório é “Acervos e arquivos: Núcleo de Pesquisa Pró-Memória São José dos Campos”. Na quinta-feira (1), eles entrevistaram o vereador Walter Hayashi, presidente da Câmara em 2003, quando foi aprovado o decreto legislativo 32/03 da mesa diretora que criou o Pró-Memória.

O vereador disse que a Câmara está diretamente ligada à história da cidade. “Por exemplo, os vereadores aprovaram a doação da área para o CTA. É importante ter continuidade na política de preservação da memória, permanecer essa cultura”, afirmou.

 

Segue o TCC – “Arquivos e Acervos: Núcleo de Pesquisa Pró-Memória São José dos Campos/SP”

Arquivos e Acervos_ Núcleo de Pesquisa Pró-Memória São José dos Campos_SP