Este artigo tem como objetivo apresentar as fases da cidade de São José dos Campos a partir da virada do século XX, quais sejam “sanatorial”, “industrial” (ou polo tecnológico aeroespacial) e fase de “inovação tecnológica”, ou como nós denominamos, “empreendedora”. Através de apropriações conceituais de David Harvey, entende-se que o forjamento das fases da cidade de São José dos Campos busca fundamentar, através do Capital Simbólico Coletivo, reivindicações de singularidades que resultem em rendas de monopólio para a cidade, tanto por construções e embates discursivos, quanto por fatos materiais.

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS E A VOCAÇÃO DE CRIAR MARCAS DE DISTINÇÃO