Câmara tem nova ferramenta de pesquisa de projetos, leis e documentos. Acesse Processo Legislativo.

Notícias

Câmara vai analisar cessão de área para instalação de sede do Cemaden

Centro de Monitoramento de Desastres Naturais emite alertas sobre inundações, enxurradas e deslizamentos para todo país


Câmara vai analisar cessão de área para instalação de sede do Cemaden

Representantes de instituições que vão se instalar no Centro Empresarial 4 do Parque Tecnológico, incluindo o CEMADEN. (Foto: Lucas Cabral/CMSJC)

A Câmara deverá receber para apreciação e votação um projeto de lei a ser encaminhado pela prefeitura para cessão de área ao CEMADEN – Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais para construção de sua sede definitiva.

O anúncio foi feito nesta terça (14) por ocasião da assinatura de um protocolo de intenção entre a prefeitura e o CEMADEN durante evento de inauguração do quarto Centro Empresarial do Parque Tecnológico, que tem capacidade para abrigar 25 novas empresas em 9,8 mil metros quadrados.

Atualmente, o órgão vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações ocupa uma área de 1,3 mil metros quadrados no Parque Tecnológico. Com a entrega do Centro Empresarial 4, passará a ocupar 3,1 mil metros quadrados até que sua sede definitiva fique pronta.

O diretor geral Marco Antonio Raupp comentou o investimento de R$ 15 milhões no novo centro empresarial. “O Parque cumpre seu papel de instrumento de política pública com apoio das três esferas de governo e da iniciativa privada. Gerar novas oportunidades de capacitação para as empresas competirem no mercado externo é a materialização das metas alcançadas.”

Segundo ele, a expectativa é gerar cerca de 500 empregos. “Empresas inovadoras empregam trabalhadores qualificados. O parque é uma ferramenta indispensável aos países que querem ser protagonistas da economia, como criadores de soluções e não fabricantes de produtos” afirmou. 

Os vereadores José Dimas, Fernando Petiti, Dulce Rita e Sérgio Camargo (PSDB) estiveram na inauguração. Para José Dimas, a ampliação vem confirmar a vocação da cidade para o empreendedorismo e a inovação: “É um importante passo e demonstra que a cultura empreendedora está sendo resgatada. O parque gera emprego, conhecimento e oportunidade para os jovens”.

Complexo Empresarial

Os centros empresariais somam 39 mil metros quadrados de área útil e abrigam 60 empresas. Uma delas é a SIATT, do ramo de Defesa e que desenvolve projetos de mísseis para o Exército e Marinha. De acordo com o diretor administrativo Azhaury Cunha Filho, desde julho, a SIATT mantém uma área de 400 m2 onde trabalham 60 funcionários da engenharia e administração, agora vai ocupar mais 400 m2 no Centro Empresarial 4 para instalar laboratórios de ensaios ambientais e prototipagem eletrônica. “Os novos laboratórios são essenciais para o desenvolvimento do nosso trabalho e o crescimento da empresa”.

Nos centros I e II estão empresas de micro, pequeno e médio porte; no Centro Empresarial III, empresas e instituições de grande porte. O Parque oferece espaço físico e infraestrutura básica para abrigar instalações e pessoal. Também serviços para capacitação da gestão e ainda oportunidades de contato e colaboração com outras empresas, instituições de pesquisa e agentes financiadores. Ao todo, entre empresas residentes, incubadas, associadas aos Arranjos Produtivos Locais e instituições de ensino, mais de 300 empresas estão vinculadas ao Parque.

Além da inauguração do Centro Empresarial 4 e assinatura do termo de intenções para a sede definitiva do CEMADEN, os convidados também visitaram uma sala de aula do novo polo da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), que oferece cursos de graduação a distância.

A cerimônia contou com a presença do secretário executivo adjunto do MCTIC, Alfonso Orlando Neto; do superintendente da Regional de São Paulo da FINEP – Financiadora de Estudos e Projetos - Oswaldo Massambani e da coordenadora de Ensino Superior da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo, Elizabeth Correia.