Notícias

60ª sessão ordinária tem mais de 400 documentos analisados e votados

Parlamentares usaram a tribuna para falar sobre causa animal, saneamento básico e saúde


60ª sessão ordinária tem mais de 400 documentos analisados e votados

17 vereadores usaram a tribuna durante o Pinga Fogo (Foto: Flávio Pereira/CMSJC)

Cerca de 400 documentos foram analisados e votados pelos vereadores na noite desta terça-feira (10), durante a 60ª sessão ordinária do ano. Um total de 17 vereadores usou a tribuna e a causa animal predominou entre os assuntos abordados .

Quatro vereadores falaram sobre o tema. Robertinho da Padaria (PPS) abriu o Pinga Fogo, criticando casos de maus tratos de animais em cavalgadas. Fernando Petiti (PSDB) destacou que fez uma emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), destinando recursos para a proteção animal. O vereador Dr. Elton (PMDB) disse que a causa animal também é um problema de saúde pública. Esdras Andrade (SD) cobrou ação do poder público ao relatar um caso de maus tratos a um cavalo, ocorrido em São José.

Os parlamentares também falaram sobre o sistema de previdência do servidor municipal, saneamento básico e meio ambiente, educação e atendimentos na saúde.

Vereadores também parabenizaram os professores pelo Dia do Professor (15 de outubro) e fizeram pedidos para os bairros, como o combate ao fluxo do funk no Urbanova e a implantação de feira noturna em Eugênio de Melo.

Foi rejeitado o requerimento 3809, do vereador Esdras Andrade (SD), que pede informações sobre agendamento de consultas odontológicas.


Palavra(s)-chave(s): 60ª sessão