Notícias

Vereadora pede reforço em campanha contra HIV em São José dos Campos

Secretaria de Saúde irá intensificar ações de prevenção e orientação para evitar aumento das infecções


Vereadora pede reforço em campanha contra HIV em São José dos Campos

Vereadora Dulce Rita (PSDB) discute reforço na campanha contra o HIV com representantes da Secretaria de Saúde. (Flávio Pereira/CMSJC)

A vereadora Dulce Rita (PSDB), integrante da Comissão de Saúde, se reuniu com o secretário de Saúde de São José, Oswaldo Kenzo Huruta e representantes da pasta, nesta sexta-feira (11), para definir a criação de uma campanha de prevenção e orientação contra as ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis) e HIV em São José dos Campos.

O objetivo é intensificar as ações de prevenção e a realização de testes sorológicos de detecção de HIV, hepatites B e C e Sífilis em todas as unidades de saúde da cidade.

Nesta semana, a vereadora também esteve no Centro de Referência em Moléstias Infecciosas (CRMI), onde identificou um crescimento nos casos de HIV e de IST na cidade. Dados apresentados pela parlamentar mostram que, entre janeiro e junho deste ano, o serviço detectou 166 casos de HIV positivo, o que representa quase um novo caso por dia.

O levantamento mostra ainda que o número de casos de sífilis registrados somam 126 e outras infecções sexualmente transmissíveis (IST) totalizaram 163 casos.

“É importante divulgar para que todos saibam da gravidade da situação. Quanto mais cedo o diagnóstico, mais rápido e eficiente o tratamento. Não faltam preservativos e remédios na rede pública. É preciso que o cidadão se conscientize do risco”, disse a vereadora.

O crescimento de casos de ISTs e HIV é uma preocupação dos órgãos de saúde pública em todo o país. O Brasil responde por 40% das novas infecções por Aids na América Latina. E as ocorrências de sífilis por transmissão sexual aumentaram 603% no Estado de São Paulo em um período de seis anos.

Ações

Dulce Rita sugeriu a afixação de cartazes em todas as unidades de saúde, além de campanhas de conscientização em escolas de segundo grau e condomínios populares da cidade. A parceria com indústrias e um trabalho de orientação nas universidades também foi debatido.

O trabalho de orientação também deve se estender para locais frequentados pela população mais vulnerável, jovens entre 15 e 29 anos.

A prefeitura informou que irá intensificar as ações de prevenção e conscientização em todas as unidades de saúde.

O secretário de saúde, Oswaldo Kenzo Huruta, classificou como necessária, a ação. “As pessoas perderam o medo e estão descuidando do uso dos preservativos”, disse.

A rede pública de saúde de São José disponibiliza gratuitamente o teste rápido para diagnóstico e remédios para o tratamento dos soropositivos.

A pasta também prepara o lançamento de uma campanha contra a hepatite, “a Semana Amarela”, entre os dias 21 e 25 de agosto. A ofensiva irá incluir orientações contra a sífilis e HIV.

O aumento nos casos de HIV também ocorre em cidades do mesmo porte de São José, como Sorocaba e Ribeirão Preto.




 

 


Palavra(s)-chave(s): saúde, campanha, HIV, ISTs, prevenção